Neste dia faltou só o nosso tricampeão Marcelo Machado

Por Cássio Machado: No final de 2017 após a estreia de vários pilotos do bairro da Zona Sul de São Paulo chamado Vila Santa Catarina no campeonato OsKarteiro, em um dos diversos encontros que tivemos, foi aventada a ideia de fazermos uma equipe para competir só com pilotos do bairro. A maioria destes pilotos tinham filho(s) na mesma escola, e outros estavam ligados ao bairro, por ter crescido lá, ou por ter familiares que ainda moravam por lá. O vinculo ja estava criado, faltava conversar com a diretoria, pois seria o primeiro ano que teríamos duas categorias, mas incrivelmente casava muito bem. Exceto por Cristiano Moreira, que tinha nível de pilotagem para competir na OKM, mas devido a sua frequência que não era muito constante, foi alocado para correr na OKL. Pois não sabíamos qual seria sua frequência no ano de 2018.

A diretoria não se opôs a criação da equipe e tenho que comentar um fato, que foi fundamental para o que aconteceu no final daquele ano. A criação da panela, ops equipe, foi permitida e nos foi falado, não digo por quem, que não teria problema, e alem disso nossas chances de ganhar algo seria 10% se fosse. Como um bom chefe de equipe, fiz igual aos treinadores de futebol que pegam alguma frase do adversário e utiliza a mesma como fator motivador. Falei para a equipe e isso foi a virada de um novo patamar de competição no nosso campeonato, o pessoal não engoliu a seco, e sim se motivaram e disseram que iriamos provar que estavam errados.
Faltava um nome e a arte, nome foi fácil, somos da Catarina estamos competindo de kart, então juntamos os nomes. E a arte meu amigo Taddeu Lima da TL7 fez um logo matador.

O logo Kart'arina

Quando digo que mudou o patamar do campeonato, foi por causa que a partir de então estabeleceu-se os treinos, os Kart'arinas treinaram muito, quase sempre iam na pista que teria corrida fazer uma bateria antes. E hoje em dia de um pulo em um kartodromo que terá corrida e será quase certo encontrar um OsKarteiro por lá. As esposas abraçaram as ideias e nos deram apoio, liberavam para treino e fizeram camisetas da equipe para elas e os filhos.

No final das contas acredito que pela primeira vez existiu uma ligação maior entre uma equipe, nosso relacionamento não acabava no kartódromo, fazíamos churrascos, treinávamos, brigávamos na pista e fora dela, como todo relacionamento normal.

Saldo Final

A família Kart'arina

Dos 21 troféus que seriam distribuídos no final do ano ganhamos 16, Na OKM campeões por equipe, campeão individual, vice-campeão da Copa e terceiro lugar da Copa. Na OKL Campeões por equipe, campeão e terceiro lugar por pilotos e campeão da Copa. Devido a nenhum piloto ter sido movido para a OKL e dois pilotos terem sido movido para a OKM, não valeria a pena continuar a equipe pois a mesma iria se desconfigurar, alguém teria que ficar de fora na OKM e na OKL teria que entrar alguém que não tivesse ligação com a Catarina. E não é que no final do ano nosso Mascote Gustavo Terra descobriu que o mestre Jorge Ben Por, ja havia feito uma musica para nós Katarina oh, oh cheque aqui: https://www.youtube.com/watch?v=MOYHZiiTIQM

é isso pessoal, em breve viremos com mais histórias das equipes clássicas!

Integrantes:
OKM
Rodrigo Santos, Caio Terra, Leopoldo Rabelo , Cássio Machado

OKL
Gabriel Mendes, André Francisco, Cristiano Moreira, Marcelo Machado, Fabio Prado e do meio para o final do ano, entrou Rogerio Cebola

Barba , Cabelo e Bigode!