Kart Italia – Valinhos – Set 2018 – Categoria Light

Bom dia, boa tarde, boa noite.
Salve pés de breque, braços curtos queridos do meu Brasil.
O sabado prometia chuva, mas São Pedro não estava nesta Vibe. Desta vez um grid enxuto, com apenas 12 pilotos que mostra a falta de comprometimento da galera da categoria diet.   .

Os karts pareciam estarem bem equalizados. A largada correu sem maiores transtornos, exceto ao final da primeira volta, aonde o Cebola se empolgou no sucesso de estar liderando e ter despachado o segundo colocado e sabe-se lá por que errou antes da entrada da zero, entrou de ré na reta dos boxes e rezou para todos os santos para que o pessoal não o acertasse em cheio. A batida foi inevitavel ao menos atingiu apenas o kart e depois de varias voltas a roda acabou caindo do eixo.

Filipe Paro, ganhou de novo, mas desta vez demorou 4 fucking voltas para chegar nos lideres, ou é o efeito 0,5 segundo por filho ou provavelmente estava no zap com a patroa, tranquilizando-a sobre o Parinho que estava com os pilotos da Master torcendo pelo pai, Vai Papai!!!

Lula fez uma ótima corrida conseguindo conter o impeto de quem vinha atrás, e depois conseguindo aumentar a distancia e chegou tranquilo na segunda colocação.

Mais uma vez tivemos um duelo entre Sugano (Cadê o manto sagrado?) e Prado na pista do Italia Kart, e diferentemente do que acontece quando dois brigam por posição e eles vão ficando para trás, os dois foram é chegando cada vez mais perto de André, e o Lula sumindo na frente. Em uma tentativa de ultrapassagem na reta principal Fabio jogou por dentro e André não abriu houve o toque deram uma dançadinha e se mantiveram na pista e nas colocações, e Sugano só observando  bem de perto. Esta disputa se deu por muitas e muitas voltas.
E quando foi dada a bandeira branca, que deveria significar paz, no kartismo é o contrário, ela aumenta é a tensão pois indica que é agora ou nunca, e foi o que aconteceu.

Prado sentindo a respiração de Sugano no cangote sabia que no miolo seria muito dificil passar o André, e como seu kart estava andando melhor que o do André arriscou na reta, André que estava a uma curva de chegar em terceiro, não imaginou que alguém colocaria o kart ali. O fato é que acabaram se tocando, Prado se deu melhor e continuou, André rodou e Sugano que estava assistindo a treta bem de perto acabou ficando preso em André, mas conseguiu se desvincilhar rapidamente. Vitor que não tinha nada a ver com o rolo, aproveitoua oportunidade e passou. André ainda conseguiu voltar para a prova e terminar na frente de Gabriel que fez uma corrida discreta, mas constante. resultado da treta Prado terceiro, Sugano quarto, Vitor quinto, André sexto e Gabriel sétimo.

Em oitavo ficou Vanderlei Junior, em nono Froner, em décimo Uvo, Davi Monteiro em décimo primeiro, e por último sem terminar a prova devido a quebra , Rogério Cardoso.

Faltando apenas mais três etapas digo que temos 7 pilotos para cinco vagas em 2019 na Master, quem faltar compromete a tentativa.

Seguem abaixo alguns onboards

Filipe Paro

 

André Francisco

Fabio Prado